13/09/2016

Tudo sobre alisamentos progressivos

Tinha vos escrito que ia fazer um alisamento progressivo. E fiz. Disse adeus aos meus semi-caracóis e acolhi os meus novos cabelos lisos ligeiramente ondulados. Não disseste que os ias alisar? Foi o que fiz, mas deixem-me contar a história como deve ser.

 

Fui a um cabeleireiro, cá em Setúbal, cortar o cabelo há coisa de duas semanas. Manifestei o meu interesse em fazer um alisamento ao cabelo, conhecido como escova progressiva. O homem entusiasmou-se e enumerou as vantagens imensas do produto que utilizava. Ai, faz muito bem ao cabelo. Olha, podes ir à praia com este produto. Dura-te uma eternidade! Nem sabes… tenho a promoção ideal para ti: faço-te a metade do preço. Tudo muito paradisíaco, realmente. Quando cheguei a casa, pus-me a investigar. Uma amiga, que não passa sem o seu alisamento, falou-me do estabelecimento onde ia (e onde sempre quis ir). Informou-me acerca das técnicas, do procedimento e da qualidade do produto. Só havia um senão: o outro local oferecia um preço melhor, o que chamou à atenção da minha financiadora. Tudo bem, cedi à vontade da minha fonte monetária (até porque, entretanto, perdi a marcação que havia feito no cabeleireiro onde vai a minha amiga).
Cheguei lá. Era um cheiro horrível! Todos de máscara, menos os clientes (o que achei de uma falta de ética imensa). Mal cheguei, empurraram-me para a cadeira onde se lava o cabelo. Não fui sem antes fazer a pergunta que todos devemos fazer quando vamos fazer um alisamento: tem formol? A menina que lava os cabelos retorquiu o nariz e disse com um ar um pouco preocupado: sim, tem um bocadinho. Usei a desculpa da asma para me pôr a andar dali para fora. Deixei a minha última deixa, antes de sair daquele ambiente irrespirável: mas isso não é tóxico? Bem, o cabeleireiro ia explodindo. Sinceramente, não sei até que ponto as suas clientes estavam informadas. Creio que só estivessem a par das vantagens daquele produto milagroso. Respondeu-me com sete pedras na mão: ah, sim, mas todos os produtos foram aprovados pelo Infarmed e tal. Saí.
O formol é um conservante, conhecido pela sua aplicação em cadáveres. O Infarmed permite apenas uma concentração de vinte por cento deste químico nestes produtos capilares, mas deixa o aviso: desde queimaduras no couro cabeludo à probabilidade aumentada do aparecimento de cancro, este produto pode causar danos irreparáveis e potencialmente fatais! Valerá a pena arriscar a nossa vida por um liso perfeito? Acho que não.

Remarquei no outro cabeleireiro e correu tudo às mil maravilhas. Era um local pequeno, mas com todas as condições. O procedimento durou cerca de três horas e custou sessenta euros. Fui avisada de que poderia não pegar no meu cabelo, visto que é muito espesso e algo encaracolado. Tudo isto porque o produto não tinha químico algum. Mesmo assim, arrisquei. Primeiro, lavam-nos o cabelo. Depois, aplicam um produto e deixam-no assentar durante vinte minutos. Voltam a lavar-nos o cabelo, desta vez, só com água. Secam-no e esticam-no com a prancha quase fio a fio. Por fim, passam-no por água outra vez e secam-no com o secador. Fica logo impecável!

 

Hoje, e uma lavagem depois, houve uma notória perda de volume, o cabelo está liso (com algumas ondas, mas resolve-se no momento da secagem) e super hidratado. Tive de ficar dois dias sem o lavar e tenho de utilizar um champô sem sal (comprei um champô da Embelleze na Pluricosmética). De resto, posso fazer a minha vida normal! Já sabem, antes de fazerem qualquer tratamento químico ao cabelo, falem com o vosso cabeleireiro. Façam-lhe a pergunta.

2 responses to “Tudo sobre alisamentos progressivos”

  1. Uau este post está super bem explicado, parabéns! Já sigo

    http://www.theycallmerita.pt

  2. Inês Elias says:

    Tem de ser, se não há muita gente que se aventura por coisas sem saber dos seus malefícios! Obrigada 🙂

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Don't miss a thing!

Hi! I'm Inês, a near Lisbon based brunette, currently starting a Law degree. If you want to get exclusive unpublished articles (such as my lasagna recipe), a lot of freebies and a monthly update on what's going on in here, don't forget to sign up to our newsletter.